domingo, 10 de agosto de 2008

Arte Egípcia

O Egito foi uma das civilizações mais importantes da Antiguidade. O poder exercido pelo Faraó e pela classe sacerdotal criou condições para o surgimento de belos trabalhos e fatores como o isolamento imposto pela presença do deserto bem como as condições para o clima determinou as características da Arte Egípcia.






O sol, adorado como um deus aparece como um elemento predominante na arte funerária dos faraós: quase toda a arte egípcia é orientada no sentido religioso.





A arquitetura era modular, de dimensões grandiosas, com simplicidade nas formas e com aspecto maciço e pesado. Geralmente os monumentos eram funerários e religiosos, por exemplo, pirâmides, mastabas, templos e obeliscos. Usavam materiais resistentes como o granito, o basalto, diorita, calcário e madeira.


A pintura e a escultura serviam à Arquitetura e são notáveis os colossos de Ramsés II e Abu-Simbel, assim como as esculturas dos templos de Luxor e Karnak.A principal característica da pintura egípcia é a lei da frontalidade. O rosto é apresentado de perfil, o olho está a frente, as pernas e pés em perfil. Esta lei baseia-se na deferência recíproca: do contemplador para com a imagem e da imagem para com o contemplador.



No aspecto do mobiliário, os egípcios foram muito criativos, inventaram o esmalte, o vidro e o azulejo.

Um comentário:

Jéssica disse...

Gostei mto das imagens egípcias....